Reserva Gourmet

Colheita do café

A qualidade do café, relacionada às características dos grãos quanto à cor, aspecto, número de defeitos, aroma e gosto da bebida, depende de vários fatores, entre eles a composição química do grão, que é determinada por fatores genéticos, sistema de cultivo, época de colheita, preparo, armazenamento e torração.

Um dos fatores responsáveis pelo declínio da participação brasileira no mercado internacional foi a pouca preocupação com a qualidade do produto nacional por um determinado período. Essa qualidade é determinante de preço e fator imprescindível para aceitação do café no comércio internacional. Além disso, o consumidor está cada vez mais exigente quanto a qualidade. Portanto, há uma tendência cada vez maior de redução de mercado para cafés de baixa qualidade, ou seja, o produtor brasileiro que tem a cafeicultura como objetivo principal deverá especializar e adotar tecnologia moderna para produção de cafés de qualidade.

Colheita do cafe

A aplicação das técnicas adequadas de colheita e preparo do café é um fator de extrema importância para os produtores, por proporcionarem cafés de melhores qualidades, facilitando, dessa forma, sua comercialização e dando maiores retornos econômicos. Sendo assim, a melhor época para se efetuar a colheita, junto a outros fatores, mostra-se imprescindível para obtenção de um café com composição química adequada, menores modificações químicas indesejáveis e detrimentais à qualidade do produto.

A qualidade do café esta diretamente relacionada aos diversos constituintes físicos, físico-químicos e químicos, que são responsáveis pela aparência do grão torrado, sabor e aroma característicos das bebidas e, dentre esses compostos, destacam-se os constituintes voláteis, fenólicos (ácido clorogênico), ácidos graxos, proteínas e algumas enzimas cujas presenças, teores e atividades conferem ao café um sabor e aroma peculiares.

Colheita por derriça

A colheita do café feita pelo sistema de derriça, ou seja, pela retirada dos frutos da árvore quando a maioria está madura, é uma prática muito comum no Brasil. Desse tipo de colheita encontram-se, assim, misturados frutos verdes, verde-amarelados, cereja, passa e secos da planta. A presença de grãos verdes tem sido responsável por sérios prejuízos na qualidade do produto.

Neste tipo de colheita, todos os frutos são derriçados da árvore ao mesmo tempo, manualmente, ou com auxílio de máquinas. A derriça pode ser feita no pano, no chão ou em recolhedores acoplados em trator.

Colheita a dedo

É uma colheita seletiva em que somente o grão maduro do café, no estádio de cereja é colhido. Esse sistema é comum em locais onde o florescimento ocorre durante o ano todo, como na Colômbia, o que provoca grande desuniformidade na maturação. Para adotar esse tipo de colheita, há a necessidade de vasta disponibilidade de mão-de-obra.

Para saber mais: A secagem do café

<<Glossário do café

 


 

Cadastre-se em nossa loja virtual e receba os 10% de desconto